O DUT RECIBO ACABOU? QUAIS SÃO OS RISCOS DO NOVO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE VEÍCULO?

Atualizado: Mar 25


Ainda não, mas irá acabar em breve. A partir da implantação do RENAVE, sistema eletrônico de transferência implementado pelo DETRAN, o famoso "Recibo de Compra e Venda de Veículos", está com seus dias contados.


A partir da implantação da ATPV-e (autorização para transferência de propriedade de veículos - eletrônica), os CRVs serão extintos.


O novo modelo pretende gerar maior controle do estoque de lojistas e concessionárias, entretanto, trouxe complicação adicional para o particular que deseja apenas vender seu carro.


Como funciona a transferência de propriedade com o CRV?


1º - O vendedor preenche e reconhece firma no CRV;

2º - O comprador reconhece a sua firma no CRV, paga os dudas para transferir o carro;

3º - O comprador realiza o agendamento para transferência de propriedade;

4º - Leva o carro ao posto de vistoria e retira o documento em seu nome.


Como funciona a transferência de propriedade com o ATPV-e?


1º - O vendedor preenche todos os campos do formulário intenção de venda;

2º - O vendedor anexa os seus documentos e do comprador ao processo de intenção de venda (identidade e comprovante de residência);

3º - O vendedor agenda data para retirada da ATPV-e no Detran;

4º - O vendedor apresenta o dossiê da intenção de venda e documentos anexados;

5º - De posse da ATPV-e, o vendedor assina e reconhece firma no documento;

6º - O comprador também reconhece firma na ATPV-e;

7º - O comprador realiza o agendamento para transferência de propriedade;