Saiba como algumas simples ações poderão valorizar o seu carro usado.

Neste texto, vou te contar três segredinhos básicos que a maioria das pessoas não fazem e acabam perdendo dinheiro no carro usado.


Muitas pessoas não se dão conta que, quando levam o seu carro para avaliar em uma concessionária, loja ou empresas como a Avaliar e Vender, estão oferecendo o seu carro para venda, ou seja, estão demonstrando o seu veículo para que alguém o compre. Com frequência, esta etapa da negociação é feita om certo desprezo pelo vendedor (dono do usado), pois ele acredita que o especialista irá precificar o carro como está.


Esta afirmação é verdadeira, o especialista irá avaliar o seu carro como ele está mesmo, se você atentar para alguns detalhes importantes, o seu veículo poderá receber uma avaliar bem melhor. Vamos direto ao assunto:


PRIMEIRO SEGREDO SUPER IMPORTANTE: higienize o veículo antes de avaliar.


A pessoa que irá avaliar o seu carro não ficará nada satisfeita em verificar um carro imundo e fedorento. Eu já fiz, em um único dia, mais de 100 avaliações. Na minha carreira, certamente já foram mais de 200.000 avaliações, apesar de ser a minha opinião, é uma tendência entre os avaliadores. Quando vemos um carro muito sujo e com cheiro ruim, sempre pagamos menos por ele. A razão disto é simples, o veículo não é avaliado como deveria ser. O tempo que gastamos em um veículo sujo é infinitamente menor do que em um carro limpo e cheiroso.


Dica de mestre: se está com uma avaliação agendada para o dia seguinte, prepare o carro para ser vendido no dia anterior. Lave a lataria, aspire o interior e se possível, higienize os estofamentos e motor. O avaliador terá prazer em gastar tempo olhando para o seu carro. Em média, uma avaliação pode durar de 1 minuto até 20 minutos. Quanto mais tempo o avaliador estiver olhando para o seu carro, melhor ele será precificado.


SEGUNDO SEGREDO SUPER IMPORTANTE: não faça serviço de lanternagem com qualquer um.


Quando fazemos uma avaliação, na maioria das vezes, o aspecto visual do carro é o primeiro fator determinante, os outros são: mecânica e documentação. Um serviço de lanternagem e pintura mau feito, salta aos olhos do avaliador. Imagina que a única coisa que aquela pessoa faz o dia inteiro é avaliar carro, é compreensível que ela tenha olhos de lince. Quando ela bate o olho em uma peça que foi restaurada, procura aprofundar para saber o que ocorreu com o veículo. Com frequências, as pessoas recorrem a oficinas de fundo de quintal para reparar arranhões, ou manchas na pintura do carro.


Quando uma concessionária compra um veículo na troca, faz isso para vender. Ou ela irá vender o seu carro para particular, nesse caso terá de aprontar o carro todo, incluindo a lataria, ou repassará para um revendedor que, também precisará aprontar o carro para vender no futuro. De um jeito ou de outro, o veículo será preparado por alguém.


Dica de mestre: Se o seu carro tem arranhões que não comprometem a lataria (sem amassado), riscos, ou manchas na pintura, deixe assim mesmo. O avaliador irá procurar os vestígios de avarias profundas no seu carro, como colisões, entre outras. Ao perceber que a pintura do carro é original, ele abaterá apenas o valor da peça que precisará ser restaurada. Quando a peça é mau feita, o preço da dúvida, as vezes, é muito maior do que uma peça de pintura.


TERCEIRO SEGREDO SUPER IMPORTANTE: atualize a documentação do seu carro.


Algumas pessoas levam o carro para avaliar com a documentação atrasada, rasgada, ou de qualquer jeito. Quando avaliamos um carro, intuitivamente, associamos o comportamento do dono ao carro. Se o dono é cuidadoso, é sinal de o carro é bem cuidado. A primeira etapa de uma avaliação inicia-se com a necessidade de cadastramento do veículo em algum sistema. Em seguida, o documento e chave do carro são entregues ao avaliador.


Vou te dizer como eu fazia: olhava a documentação, se estivesse em bom estado, examinava os dados de cadastro e iniciava a avaliação física no carro sem sobressaltos. No entanto, quando o documento vinha esfarrapado, sujo, rasgado pela metade, atrasado, etc., eu, na maioria das vezes, tinham um olhar mais preconceituoso sobre o carro. A maioria dos avaliadores pensam desse jeito: se não cuida de um documento que fica dentro de uma carteirinha, dentro do carro, imagina se vai cuidar da suspensão, do motor, etc.


Dica de mestre: Cuide do documento do carro. Ele é o primeiro item que será avaliado. Faça a vistoria anual do carro, se tiver GNV, mantenha a documentação em dia e guardada em local que você se lembre. O processo de troca, na maioria das vezes é burocrático por causa desses contratempos documentais. Outras vezes, é motivado pelo pouco conhecimento do processo interno, por parte do vendedor. De uma forma ou de outra, se você for organizado com a documentação do seu carro, não terá problemas para resolver.


Espero que o artigo tenha te ajudado a compreender como funciona o outro lado de uma avaliação de carro usado. Fique ligado em nosso blog, que sempre terá dicas de bastidores para você. Curta as nossas páginas nas redes sociais e Youtube.


Se precisar avaliar o seu carro, conte com os nossos especialistas.


Um abraço!


Robison Lopo

CEO A&V


#dicasdeblog #WixBlog

0 visualização

Rua Queiroz Júnior, 181

Barra da Tijuca - RJ

contato@avaliarevender.com.br

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social
  • YouTube ícone social

Segunda a sábado, das 9h as 18h

21-99489-9248

Atendimento

© 2020 por Avaliar & Vender.

Todos os diretos reservados.

CNPJ: 31.240.086/0001-53